30/05/2010

A porta que virou revisteiro

Quando mandei fazer os armários da cozinha aqui de casa, há uns 7 anos atrás, sobrou uma porta. Ela tinha ficado grande demais, a guardei num cantinho do quarto de empregada, pois queria fazer dela uma bandeja . Cheguei até a usar a porta, como suporte para colocar uma torta salgada divina, que fiz num aniversário do Tonico. Aí os anos passaram, ganhei uma bandeja linda e esqueci por completo da porta. Até que na arrumação na quartinho da bagunça, achei a porta e mudei de planos. Ela virou um revisteiro e agora está toda prosa fazendo figuração no meu banheiro, pois o astro principal ainda é o gaveteiro.



Reparou que as paredes do banheiro estão ficando clarinhas? É que estou me rendendendo ao laminado de PET, mas isso é assunto pra outro post.

Muito fácil de fazer, só coloquei os pézinhos cromados, mas na hora de limpar o banheiro percebi que ficava pesado arrastar de um canto pra outro. Aí acrescentei uns rodízios que estavam dando sopa, por aqui. Ficou perfeito, melhor do que um revisteiro comprado pronto. Afinal, não gastei nada, coube direitinho no banheiro, reutilizei a porta que estava jogada (sem função) e agora tenho onde colocar minhas revistas.

Ah! Fechei o piso com a outra loja. Só que eles demoram 20 dias pra entregar. Então, terei que ficar esperando sentada, por mais uns dias (rs!)

Ah! 2. Já ia esquecendo... Minha amiga (virtual e real) Rossana do Tudo por 1,99  está fazendo um leilão de uns DVDs do Almodóvar, fiz um link do leilão na barra da direita, passa lá e faz um lance. Imagine a cena, você e seu amor assistindo numa tarde outonal de sábado um filme com sacadas inteligentes e hilárias do Amodóvar, comendo pipoca e tomando Guaraná. Imaginou? Agora corre lá e faz seu lance. A c/c da Rossana (ela estava desempregada, mas já está trabalhando - Graças a Deus) e eu agradecemos.

Beijocas nocês e inté a próxima.

28/05/2010

Como perder um cliente?

Ontem fiquei esperando, esperando, esperando... o rapaz pra colocar o piso, aqui em casa. Aí às 14:50h (detalhe marcaram às 10h), me liga o vendedor da loja pra confirmar meu endereço. Muito atencioso ele colocou o nº do apartamento errado, segundo o que ele escreveu eu moro no 200º andar, mas na realidade moro no 20º. Não era mais lógico, o colocador do piso olhar pra cima e ver que meu prédio não tem 200 andares? Enfim, depois de algum tempo chega o rapaz aqui em casa, dizendo que ele demorou (5 horas) pra chegar, porque o nº do apto estava errado. Aí não me contive e perguntei: É pra eu acreditar nisso? Tá bom! Vou fingir que acreditei. Ele então, começa a me informar algumas coisas, que deveria saber e  pagar:

 R$ 40 pelo frete (apenas 3 quarteirões)
+
R$ 30 pra cortar a porta

Reclamei do valor do frete e ele veio me dar uma aula de comércio internacional. Dizendo que no mundo inteiro é o comprador que paga pelo frete. Coitadinho, mal sabe ele que até meu filho de 10 anos sabe disso e eu como professora de Geografia, sou obrigada a saber até as diretrizes do comércio internacional (o povo que faz o ENEM, pira na batatinha e põe a gente pra estudar de tudo).

Calcula como eu estava a essa altura do papo?

A gota d'água veio com a seguinte pergunta:

Como eu vou fazer o acabamento do armário?  Está faltando umas réguas de contorno e preciso de 4. (atenção pra concordância e ainda queria me dar aula de comércio internacional).

Sentei sobre os pisos e fiquei sem reação. Ele perguntou se poderia ligar pro vendedor, explicou a situação. Aí ele me informou, na lata:

Cada régua custa R$ 30 como são 4, o  total é R$ 120. Já vou lá pegar  e a Senhora nem precisaria pagar o frete. Tá bom?

Eu que até o momento não havia falado nada, disse: Ah! bom? Pra quem? Estou indo trabalhar agora e passo na loja amanhã, pra cancelar o negócio. NÃO quero mais.

Depois de ouvir: É  melhor a Senhora pensar bem. Cinco vezes do vendedor e outras tantas  do colocador. Perdi a paciência e tive que, convidá-lo a se retirar aqui de casa, pois já estava atrasada pro trabalho e ele insistia em tentar me convecer. Depois disso tudo, o colocador do piso já estava até abrindo as caixas, pra começar a trabalhar. Vê se podê?

Quer saber a parte boa da história?

A caminho do trabalho meu celular toca, era o vendedor de uma loja de decoração, lindíssima que tem aqui em Niterói. Tinha feito há uns 15 dias atrás um orçamento do piso lá, de bobeira (entrei na loja mesmo, só pra namorar as coisas belas que tem lá). Afinal, achava que iria ficar com meus tacos. Lembram?  O vendedor então, me informou que iria haver um aumento nos preços dos laminados e perguntou se eu não tinha interesse em aproveitar o desconto de 20% que a loja estava oferecendo, antes do aumento.

Conclusão: estava pagando, na 1º loja: R$ 69 o metro quadrado + frete + corte de porta + réguas extras. Agora vou pagar R$ 63 o metro quadrado, do piso totalmente colocado.

Quer saber a moral da história? Existem males que vem pra bem.

Por enquanto, ainda estou assim:

Esperando sentada, pelo meu piso.

Estou aqui na torcida, pra o vendedor da outra loja não aparecer com nenhuma novidade. Marquei com ele hoje e dando tudo certo, o piso será colocado semana que vem.

Beijocas nocês e inté os próximos episódios (rs!). Afinal, a finalização do quarto está parecendo uma novela.

22/05/2010

Mudança de planos

Saí toda serelepe hoje de manhã, pra comprar meu rodapé, mas acabei comprando um piso novo (por que em assuntos decorativos, não sou uma mulher focada?). Fiz as contas e decidi pelo piso bonitão aí da foto. Iria gastar uns R$ 400, com o rodapé, mas quando vi, o padrão Legno da Eucafloor pirei e mudei completamente de planos (olha que pra eu mudar de planos, assim é difícil). Gastei mais que o dobro do previsto, mas acabei resolvendo um problema que teria, mais pra frente, que era o de dar um trato nos tacos aqui de casa. Como na minha vida tudo é efêmero, não estou me importando muito com a baixa qualidade dos pisos laminados, em relação aos tacos. O fato é que, no meu caso, a praticidade é a alma do negócio. Pra fazer o sinteco nos tacos teria que gastar pelo menos, três vezes mais que gastei e ainda teria o incoveniente de ter que ficar longe de casa por uns dias, ou seja, mais gastos.

Contabilizando os prós e contras, numa fração de poucos segundos ( mudando mesmo), optei por um rodapé, mais simples em detrimento de um piso mais decente.

Agora, só falta ter uma boneca assim, pra brincar no meu piso.

Ah! Não posso esquecer de postar o selinho que ganhei da Neilimar.

Este selinho tem algumas regrinhas:

Responder ao questionário abaixo e indicar 10 amigas*:

1- Qual a sua marca de maquiagem nacional preferida?

As das revistinhas: Avon, Natura e afins.

2- E internacional?

Maquiagem internacional? Ainda não podendo.

3- Qual o seu perfume predileto? Citar somente 2:

Gosto do Florata in blue e do One, Calvin Klein.

4- Melhor compra de cosméticos?

No momento é melhor perguntar, qual foi a melhor compra que fiz de material de construção.

5-Pior compra?

Um blush, que me deixava com a maçã do rosto, com jeito de maçã de comer.

6- Fale 7 coisas de você:

1- Sou perfeccionista;

2- Extremamente cartesiana;

3- Vivo à procura de respostas;

4- Quero mudar o mundo (nem que seja o meu);

5- Tento planejar as coisas que faço (nem sempre consigo);

6- Não guardo rancores;

7- Sou mãe de uma criança que ficou diabética, aos 2 anos de idade e isso mudou minha vida, por completo e por incrível que possa parecer, mudou pra melhor.

Escrevi muito sobre mim. Agora me fala de você.

* Editei um pouquinho as regras e ofereço o selinho, pra você que leu o post inteirinho e chegou até aqui.

Corre e pega seu selinho, ele é dado de ♥.

Beijocas nocês e inté a próxima.

19/05/2010

Para ter notícias

Olá!

Saudades 1000 docês. Quero muito agradecer o carinho de todos após o post em que declarei meu surto decorativo em público, já estou bem melhor,  afinal estou vendo uma luz no fim do túnel e essa luz vem dos 12 spots que mandei colocar no teto do quarto (rs!) .

As lâmpadas são de led brancas mesmo, pois se optasse pelas amarelas, iria ficar com pouco contraste sobre o marrom.

Queria muito ter habilidade de descrever com clareza o que foi feito, o fato é que spots são spots e nada mais, mas vamos combinar, eles fizeram uma ultra diferença, por aqui. Quando olho pra cima, tenho certeza que valeram cada centavo do meu suado dinheirinho. Se você tiver oportunidade de colocar uma iluminação especial, no seu Lar Doce Lar não pense duas vezes, coloque.

Ah! já que é pra dar notícias, deixa eu dar por completo. Viram que as paredes agora já estão Aller? É o bom e velho marrom, AMEI, odiei e AMEI novamente. Calma aí , vou explicar (não sou bipolar) é que quando meu Tio Nelson, pintou a parede pela primeira vez, ficaram aparecendo todas as imperfeições da pintura feita com tinta econômica, pela parentada, quando emprestei o apartamento pra eles. Conclusão? Cheguei depois das 22h em casa e surtei. Terminei a noite descascando as paredes, que já estavam todas finalizadas, sob os olhares de certeza do Celo, de que realmente havia pirado. Imaginem a cara do meu tio, quando chegou no dia seguinte, só pra finalizar o trabalho. Parei tudo, por uma semana, pra poder pensar com mais clareza e cheguei a conclusão de que precisava emassar novamente todo o quarto, pra depois pintar e foi isso que fiz. De quebra, diante da certeza de que o marrom ficou muuuiiitttooo escuro, tomei coragem e investi no rebaixamento do teto, com luz pra todos os lados. As paredes agora, estão do jeito que sonhei.


Agora finalmente tenho um quarto com paredes aconchegantes, me sinto abraçada por elas.

Sabe esse fio pendurado, aqui em cima? É um luminária "bola",  mega fofa, que comprei pra ladear a cabeceira da cama. Te mete baby, tô metida de vez. Pena que o Celo não teve tempo de terminar de fazer a instalação. Então, o que aparece pendurado na foto é só uma sacola de mercado (agora me lembrei da Ingrid Guimarães: "Isso é glamour?")

Finalmente, depois de comer muita poeira estou vendo minha casa tomar forma novamente.

Beijocas nocês.

16/05/2010

Móveis: área da piscina.

Ai que saudades docês. sentido uma mega falta da blogosfera, mas como andei surtando com a reforma, resolvi andar num rítmo mais slow.

Aqui em casa,  PC fica no meu quarto, que está recebendo o gesso no teto e eu como não sou muito fã do lap tô blogando menos. Dizem as más linguas, que o motivo do surto foi falta da internet (será?), mas a verdade mesmo é que estou alterando alguns paradigmas (comportamentais) para o meu bem viver (quero ficar velhinha, como minha Vó Santa e ninguém nesse mundo vai me fazer infartar aos 30) e para isso, estou aceitando o bom, no lugar do excelente (mas é muito difícil lidar com "profissionais" de merda, que te prometem e vendem um serviço de primeira e não cumprem com o acordado, a esses "profissionais" lê-se a Italínea - mas isso é assunto pra outro post que já foi escrito, há mais de 6 meses).

No meio desse mix de sentimentos, estou numa TPM número 10, aí pra relaxar um pouquinho peguei a estrada e vim pro Lar de férias.

O Kiko, o cachorro de verdade do Tonico, está lindo (cada dia que passa ele descobre uma planta diferente do meu jardim pra comer, mas como quero chegar aos 100 anos, nada disso me aborrece mais), a hera que plantei no muro da piscina já cobriu o muro quase todo, as orquideas estão ainda sem flor, mas as bromélias do jardim de inverno deram flor. Queria muito ter tirado fotos de tudo para colocar aqui, mas como o aniversário do Tonico está chegando, resolvi levá-lo no kartódromo e saí de lá sem bateria na máquina e sem dinheiro no bolso, mas com a carinha de felicidade do meu filho guardada para sempre no meu coração e no cartão de memória da minha máquina (Uru!!!! E viva a tecnologia)

Sabe porque estou escrevendo tudo isso? É pra mostar os móveis da área da piscina, que comprei tem um tempão, mais ainda não tinha colocado aqui. Fiz um  post sobre eles há 4 meses atrás, o verão passou e eu ainda não tinha apresentado eles pra vocês.

Então, eis os bonitinhos aqui:





Celo queria de madeira, aí quando perguntei quem iria fazer a manutenção das peças, ele logo aceitou minha alternativa, de fibra sintética com estrutura de alumínio. É só jogar uma água que elas ficam limpinhas e o tecido impermeabilizado das almofadas, é perfeito para áreas externas. 

A mesinha era da Sogra, fiz uma pátina nela e a uso com um tapetinho de madeira da mesma cor da fibra sintética, só pra dar uma bossa.

O pé do ombrelone tive mesmo que comprar outro, dessa vez com concreto, mas mesmo assim ele ainda vira com o vento. As cordinhas que aparecem na foto são pra amarrá-lo, senão, ele sai voando (rs!).

Reparou na hera? Ela já está cobrindo todo o muro. Ai que felicidade.

E por falar em felicidade, olha a alegria do Tonico, recebendo o prêmio pelo segundo lugar na corrida.


Tonico e Teteu

Moral da história?   dura, por sair pra passear em meio à reforma, mas tô feliz.

Beijocas nocês.

08/05/2010

Realizando os sonhos do Tonico

Aqui em casa, tenho uma regra de ouro, TV na sala só quando tiver grana pra comprar aquela finíssima (o que ainda não aconteceu) e como minha mãe mora comigo, tinha que conviver com as constantes reclamações do Tonico, que sempre quer jogar video game na hora da novela (imagina o tédio de um menino de 10 anos, diante da questão central da novela: Luciana vai ou não ser feliz com o Miguel - ganha um biscoito quem acertar). Conclusão? Minha mãe vê a novela e eu fico a ver navios, na única noite em que não trabalho (é meus caros, tenho uma carga horária tripla: manhã, tarde e noite).

Tentando solucionar esse impasse, resolvi que era chegada a bendita hora de encarrar o quartinho da bagunça. Sabe um quartinho de bagunça, muito bagunçado? O meu era pior. Então, com a colaboração do meu Tio Nelson, comecei a descascar o abacaxi. Ops! arrumar o quartinho.
Coloquei toda a bagunça  na sala (selecionei apenas o essencial para retornar pro quartinho - foi quase um Chega de Bagunça), dobrei os pontos de energia, pintei, investi num sistemas de prateleiras, passei betume no chão, troquei a porta, comprei um sofá cama usado (higienizado, por favor) e finalmente me voltei pro que mais gosto: a decoração (sem frufus a pedido do Tonico).

O ponto de partida foi o tecido da cortina:
Achei interessante essa palheta de cores e investi em acessórios que tinham haver com ela.

O sistema de prateleiras é MARAVILHOSO, suporta bem o peso. Só comprei depois que cheguei na loja e vi que o mostruário de tampas de sisternas da loja, estava num sistema de prateleiras desses, ele também é articulado, ou seja, você define a altura da prateleira com base na sua necessidade.

Arrumei todos os livros, brinquedos e miudezas nas prateleiras.
A ideia das prateleiras surgiu depois que vi essa foto.


Finalmente organizei o mais desejado por ele: o cantinho da TV, pra por o vídeo game. Detalhe: presta atenção o que coloquei sobre o video game?


É tem que ter hora de começar e hora pra terminar o jogo. Caso contrário ele esquece da vida.
Meu filhote está estudando coordenadas geográficas, aí pra treinar pra prova, coloquei um mapa mundi atrás do sofá. Matei dois coelhos com um tiro só, pois esse mapa ficava fechado dentro do quartinho, quando lá era lugar de bagunça.

Olha o sofá cama, usado que comprei e os cartões sobre o Sistema Solar, colados no velho armário de ferro que foi pintado.

Hoje o quarto está maior e com tudo no seu devido lugar. Espia só:

Material de papelaria nas caixinhas de R$ 1,99.
Lápis de cor guardado em vasinhos de inox.

Coleção de Dinossauros.

O cachorrinho que ele tanto queria. Só que esse não faz xixi pela casa (Oh! maldade).

E agora finalmente ele está, digno de ser mostrado. Tudo muito simples, mas organizado.


Ver essa carinha de felicidade, não tem preço, né?

Depois dessa imagem, só preciso escrever: beijocas nocês e inté a próxima.

Ah! Feliz Dia das Mães!