19 de ago de 2012

Impressões sobre o chá da Lola

Ontem, fui ao Chá  da Lola, programa mulherzinha com uma proposta muito legal, mas que pra mim, não emplacou.

Como julgo a web um espaço democrático deixo aqui minhas impressões. Observações não positivas, mas que penso, irão orientar as meninas analógicas que organizam o evento a deixar os próximos encontros melhores, do que esse que fui. Afinal, a proposta é excelente, o que não estava no mesmo nível foi a organização.

Por um motivo de cunho não democrático (o governador do nosso estado fechou uma importante via de acesso de Niterói por 2h, para fazer campanha pro seu cupincha local), cheguei atrasada: 1 hora e 35 minutos. Estava quase desistindo do chá, mas como foi um presente de aniversário, insisti e fui.

Ao chegar esbaforida, não fui apresentada a ninguém. Já achei estranho, mas acontece. Ainda bem, que logo vi a Rossana por lá. Fui me sentindo tão mal com a situação, que em dado momento, eu me autoapresentei, quando vi que não rolava o ato, por parte das anfitriãs. Ainda no ínterim da chegada, não me foi oferecido nem um copo de água, me indicaram uma cadeira de bar pra sentar. Sentar em cadeira de ferro no inverno num evento desses, pra mim é um pouco demais. Nada contra cadeiras de botequim, sou frequentadora assídua do melhor pé sujo do mundo, desde que me entendo por gente, e lá me sento numa dessas numa boa, mas o lugar é um botequim e não um evento, que se diz bacana. Esperaria um acento mais confortável, no mínimo.

Como autentica cartesiana que sou, segue os pontos negativos e os positivos do evento, para  mim.

Pontos (-):

  • Faltou jogo de cintura das anfitriãs diante dos imprevistos;
  • A interação entre as participantes foi morna;
  • Reunir um nº grande de mulheres num conjugado em Botafogo, foi, pra dizer o mínimo, apertado;
  • Faltou uma pessoa pra servir, pois ninguém queria parar à oficina para comer ou preparar seu chá;
  • Colocar as garrafas de água e de mate no chão num canto da sala, foi uma total falta de noção;
  • Ver uma senhora fazendo malabarismo pra usar a máquina de escrever que estava no chão, foi algo surreal;
  • Beber a água que estava no chão, no copo de requeijão que uso pra plantar cactos aqui em casa, foi uma experiência singular;
  • Esticar uma manta no chão pra servir de tapete, é um perigo. Escorregava como sabão. Improvisar numa situação como essa é um anti-serviço. Será que ninguém disse pra elas que existem empresas que alugam mobiliários para eventos?
  • Oferecer água morna pro chá e biscoito murcho é algo que nem precisa de comentário, né?
  • Escutar da anfitriã: _ Nossa já são 17:15h. Temos que acabar logo com isso. Em meio à oficina. Me fez questionar o que estava fazendo lá.
Pontos (+):
  • A oficina de encadernação artesanal me despertou grande interesse, apesar de tê-la pegado no meio;
  • A oferta de materiais era generosa e diversificada. Dava pra produzir coisas belíssimas;
  • Os carimbos feitos com borrachas escolar eram perfeitos. Quero aprender a fazer isso;
  • Encontrar uma amiga lá, me deixou muito feliz;
  • O aroma das flores naturais, era espetacular;
  • O azulejo estampadinho de rosa do banheiro. É lindo;
  • E o melhor de tudo pra mim: meu caderninho ficou lindo. 
Sei que terei que fazer um esforço danado, pra escrever nele, sem pensar em toda decepção que tive.

Balanço da tarde? A sopa de batata baroa que devorei ao lado da Rossana no shopping, regada por um papo gostoso estava uma delícia.

Beijocas e inté o próximo post, sem críticas chatas. Prometo!!!


24 comentários:

Rosana Remor disse...

Nossa!Deve ser super-chato passar por uma situação assim...eu ficaria muito triste!Ainda bem que vc conseguiu produzir tamanha beleza!Lindo!!A vida é assim ,a gente se alegra, a gente se entristece...e a vida segue!!bjs!

Carol disse...

Acho que são críticas construtivas. Garrafa de água no chão em um evento deixa a gente perplexa mesmo.
Ainda bem que teve alguns pontos positivos.
Beijos

Rejane Custódio disse...

Fê, as criticas sempre são válidas, assim pode ajudar para os próximos eventos né. Água no chão, não dá né!!!!!
O importante é que você encontrou uma amiga, teve um papo muito legal e ainda fez um caderninho muito do lindo !!! Beijos e tenha uma ótima semana!

Flávia Mergulhão disse...

Puxa...que chato.
Mais chato ainda foi o transito insuportável que se criou em Niterói! odeio políticos!
Um beijão

Poderiamos marcar um chá aqui em Niterói, o que acha?
Bjod

Marilza Gusmão disse...

Acho que toda experiência serve para tirarmos lições preciosas... Essa foi um exemplo. E no final das contas, o final do dia foi divertido, com sua amiga, sua sopa e seu caderninho que ficou lindo de viver!
Beijo,
Mari.

veri disse...

Fê será que tem alguém da oficina aqui lendo isso? Pois se tiver, elas devem te agradecer por vc ser sincera .Só com as criticas sinceras é que aperfeiçoamos as coisas.
Parabéns Fé você esta contribuindo pra um outro evento melhor.
Beijos

Eu que fiz... ou quase isso disse...

Caracas vc descrevendo este encontro me senti uma Lady recebendo meus amigos kkk, realmente foi uma falta de planejamento organização tamanha, mas ainda bem que vc fez coisas lindas né.

bjs

Gélia Carvalho

Iranilde Brissant disse...

Oi Fê, passando para matar as saudades do seu cantinho.
Essas coisas acontecem...mas é muiuuiitoo desagradável....kkkkk
bjs

Cheiro de Vanilla disse...

Que chato, mas creio que pode ter melhores.
bjs....

Mari Rodrigues disse...

A organização de um evento deve ser tratada de maneira séria. Ainda bem que teve pontos positivos... O caderno ficou lindo, parabéns!

Está acontecendo lá no Blog a 3ª Mostra Arte em Foco com trabalhos de reciclagem maravilhosos, passe lá para conferir e participe!
Bjos, Mari.
http://artmarirodrigues.blogspot.com.br/

Monica Lima Andrade disse...

Nem sempre as coisas acontecem como imaginamos, mas andei vendo a oficina e vi que o precinho foi bem salgadinho , poderia ter sido melhor planejado..Existem vários tópicos que devem ser considerados.Mas é assim que aprendemos, as vezes copiando o que deu certo e errando também..
Mas valeu como experiência, sempre vejo dessa maneira , tiro sempre as melhores coisas ..
Bjus!

Eva Sabbado disse...

Oi Fê saudades do seu sorrisão do perfil, noossa como a gente se afasta mas não se esquece, coisa bem boa, obrigada pelo carinho das visitinhas. Eu adorei a cartesiana ehehe, educada, fez uma crítica positiva que demonstra a pena que vc ficou de um evento que poderia ser mágico, pecar por detalhes, amei o teu caderninho e fiquei com vontade comer sopa de batata baroa com vc e a Rossana e rirmos de tudo isso juntas, bjos amiga, um findi prá lá de bom prá ti e os teus.

Marlene Pires disse...

Oi Fê que chato quando acontece esses inconvenientes né!!
Mas foi muito bom vc colocar as críticas, pontos negativos e positivos, isso pode ajudar as pessoas a se organizarem melhor antes de fazer um evento desse, pois o precinho não é tão barato, então tem certas coisas que vc mencionou que são imperdoáveis, como água no chão....mas enfim ainda bem que vc fez um trabalho lindo pra nos mostrar.
Obrigada pela visita e volte sempre, eu fico muito feliz com sua presença.
bjos e fique com Deus,
Marlene

Mari disse...

Olá Fernanda,
Estive no mesmo evento que você e a minha percepção é diferente da sua em alguns pontos.
Creio que o fato de você chegar mais de duas horas atrasada interferiu em toda sua percepção do que estava acontecendo lá no ateliê das meninas.
No momento que você chegou, já estávamos completamente mergulhadas no processo de criação do nosso caderno.
Na primeira parte da tarde rolou muita emoção com a sensibilização do grupo; e esse sim foi o momento das apresentações.
Uma pena que você não presenciou a gentileza das meninas com aquela senhora que você diz estar fazendo malabarismo.
Sobre o chá, realmente eu preciso tecer alguns comentários: você percebeu que sobre a mesa, entre todas as opções de doces e salgados, tinha um prato de brigadeiro belga? Que os chás eram diferenciados (tinha chá inglês, chá chinês, chá uruguaio, entre outros...)? Que tinham biscoitos exclusivos do 3 na cozinha?
E o caderno? O material era realmente em abundância e dava para notar a sua satisfação ao fazê-lo.
Enfim, sugiro que você vá a outro encontro do Chá da Lola mas chegue no horário. Aí sim você poderá ter uma percepção completa do evento.
Para mim foi uma tarde inesquecível e mágica.
Abraços,
Mari

Fê Dutra disse...

Mari, como já disse a web é um espaço democrático, por isso, não faço nenhum tipo de moderação aqui no blog. Eu dei a minha opinião e você a sua.
Concordo contigo, quando você escreve que meu atraso influiu na minha percepção, mas contra fatos não há contestação.
Verdadeiramente, eu não posso dizer que tive uma tarde "inesquecível e mágica". Fico feliz que você tenha curtido.
Um beijo
Fernanda

Lets disse...

Adoro a sua sinceridade e o senso de humor!
Que bom que ao final de tudo o saldo ainda foi positivo!

Um beijo pra vc!

Lets

com Lola disse...

Olá Fernanda,

Agradecemos os seus comentários.

Como você mesma citou, acreditamos que o seu atraso influenciou na sua percepção. O momento inicial é fundamental para a sensibilização e o aprofundamento no nosso workshop. No seu caso, levamos em consideração o seu deslocamento de outra cidade para o encontro no nosso atelier e decidimos, naquele momento, que você poderia fazer a oficina.
Sendo assim, adoraríamos recebê-la novamente no nosso atelier no proximo Chá da Lola, que acontecerá em Outubro.

Atenciosamente,
...com Lola

Ju disse...

nossa achei mesmo que o post qu vc fez iria repercutir, mas nao me aguentei e vou ter q expressar minha opinião, nao é porque te servem brigadeiro belga e alguns tipos de cha que a dona puxa-saco ai vai dizer que estava otimo, e como estamos num ambiente democratico a dona da casa so disse as impressoes dela e realmente se eu tivesse pago para ir num evento assim tb me sentiria desconfortavel, acho que o q torna uma recepcao boa nao é a qualidade dos quitutes servidos e sim o respeito e a educação do anfitriao para o seu convidado. tenho certeza q se servisse bolacha de agua e sal, com um simples refresco em po numa mesiha improvisada, qlqr um se sentiria bem melhor.....
juliana
http://www.flickr.com/photos/julygracinha/

Fê Dutra disse...

Meninas do ...com Lola,

Agradeço a parte "levamos em consideração o seu deslocamento de outra cidade para o encontro no nosso atelier e decidimos, naquele momento, que você poderia fazer a oficina". Achei de uma sutileza...digna das reticências que vocês usam na marca.

Sabe aquela história do cristal quebrado? Agora não dá mais pra colar.

Um beijo

Fernanda

De♥coração disse...

Adoro suas colocações. rsrsrs
ME convida para a proxima!
Bj♥s

Ro Ribeiro disse...

Por favor quando será o próximo encontro, fiquei muito interessada moro em Campos dos Goytacazes- RJ e tb ando muito interessada em encadernação artesanal.Vou acompanhar o seu blog, adorei, bjus Ro Ribeiro

lilly disse...

eu me vi ali junto com vc
vc descreveu bem a situação pessima.
salvou pela presença luminosa da rossana, que é um doce.
bj
lilian

Juliana Salmaso disse...

Você "devia estar grata" afinal "elas permitiram sua participação mesmo com seu atraso" num evento que você pagou para ir?? iam impedir que você participasse ainda? eu acho que a idéia do Com Lola... é linda, mas precisa executar direito né gente... e outra, humildade é tudo no mundo... ela assumiu os erros dela, assumam os do evento, qnd a gente erra, pede desculpas e diz que será melhor da próxima vez, convida ela para assistir e melhorar suas impressões... pq hoje qualquer um que pesquisar sobre o chá Com Lola, cai nesta página... e não ficou legal...

Fê Dutra disse...

É Juliana Salmaso, você tem razão, não ficou legal, por isso, externalizei minha opinião, mas não tenho nada contra as meninas do Com Lola...
Apenas não me peça pra voltar à época da ditadura, onde nossas opiniões, eram caladas. Ok?

Pin It button on image hover