22 de mar de 2015

Home Office arrumadinho

Se existe uma profissão no mundo que demanda um home office organizado, essa é a de professor e quando se é professora e crafteira, essa demanda é multiplicada por 10. Eis o meu caso! Então, manter a ordem neste cantinho é quase uma profissão de fé. Fé que a bagunça será domada, fé que os trabalhos serão concluídos a tempo, fé que a preguiça não vai tomar conta... Enfim, tenho fé que vou manter esse espaço de trabalho, assim, do jeitinho que deixei para tirar essas fotos: arrumadinho.







Coisa boa é ter tudo em ordem, né?

16 de mar de 2015

Um móvel, várias possibilidades

Dia desses vi um post na fan page do blog Histórias de Casa mostrando montagens em torno de um único móvel: um banco. Lá eles transitaram por vários estilos e eu quis fazer uma releitura da proposta, só que em torno das cores. Trabalhei com: candy colors, vermelhos, tons de madeira, P&B e o branco, num banco tipo bandeira, que era de uma obra e eu resgatei. Vem ver o resultado...






Procurei trabalhar com as cores que mais me identifico, alguma leves, outras nem tanto. Juntei meus trabalhos em crochê e objetos que tenho espalhados pela casa. Espero que gostem, porque para mim foi delicioso.

Beijocas

24 de fev de 2015

Corações de crochê em 3D

Quando os vi pela 1˚ vez foi através do trabalho da talentosíssima Marlene, perguntei como ela fazia, ela me passou um link, mas não foi muito útil, pois era todo em inglês e para mim, seguir uma receita de crochê já é difícil, em inglês então, foi missão impossível.

Comecei a fuçar por aí até que cheguei a esse PAP. Simples, só com imagens e de efeito imediato. Super indico! Desde então, vivo espalhando corações por aí.




E eles são só sucesso!

4 de jan de 2015

O blog na mídia


Fiz um pit stop, para colocar as pernas para cima e esquecer da vida e nem contei a novidade... é com grande alegria que mostro a notinha do blog que saiu na revista Casa Claudia de dezembro.

Bora ver?

22 de dez de 2014

Manta de crochê rosa antigo

Ainda sob o impulso do meu lado crocheteira, apresento para vocês a 1˚ manta de crochê que fiz.


Se você pensa que minha 1˚ manta de crochê foi essa bonitona aqui  esta enganada. A primeiríssima foi essa aqui de cima. Optei por fazer algo simples e sem excessos, já que era a primeira. Deu certo!
Já é bem antiguinha, só que nunca a mostrei aqui. Na realidade ela é um grande quadrado de crochê que fui fazendo até chegar ao tamanho de minha cama. O resultado ficou básico, mas é minha cara.

Beijocas e inté!

6 de dez de 2014

Ensaio sobre a almofada e sobre a vida.

Depois do meu sumiço, retornei e sumi novamente. Aff, está parecendo piada, né? Mas fiquei dodói, minha máquina deu pau e cadê coragem de blogar que não tinha. Então, agora que já estamos melhor (eu e minha máquina) vim dividir com vocês, o ensaio que fiz com uma almofada de crochê, compridinha: tipo quebra-rim e com a cadeira Savonarola da Bisa.





A cadeira Savonarola da Bisa Geralda, era de madeira escura e estava toda comida pelo Kiko. Estava ruinzinha de verdade, mas por ser um clássico do designer. Fiquei com peninha de dizer adeus para ela e mandei pintar, porque estava sem tempo para por à mão na massa. No dia que me entregaram a cadeira, postei esta foto no Instagram e 10 minutos depois, recebi uma ligação que a Bisa tinha partido aos 103 anos de idade, da sua caminha, jogando beijinho para o filho. Uma despedida de novela, para uma artista (ela tocava flauta no cinema mudo). Era uma mulher incrível. Sentirei falta dela.

Agora voltando para a almofada... Fugi um pouco do meu padrão de granny squares brancos e flertei com o bege. Sabe que gostei muito da experiência. Espero que os donos também curtam. Afinal, esta almofada será um presente de casamento.

Beijocas e inté a próxima! Sem demora, prometo!


9 de nov de 2014

O retorno

Vixe! Estou aqui procurando uma boa desculpa para justificar o motivo de tamanha ausência, mas não dá para justificar o injustificável. O que dá para falar é que ando trabalhando muito, crochetando o suficiente, fotografando menos do que gostaria e, o mais importante de tudo, tirando os projetos decorativos da mente e vendo-os tomar forma. Obá! Aguardem, heim!

Como a proposta do Casa da Dona Santa é, e sempre será uma produção autoral, sumir foi necessário para mim, para que pudesse retornar com todo o gás. Sou adepta daquela máxima que voltar é sempre melhor que partir. Então, espero vocês neste retorno, tipo fênix aqui do blog.


Bom demais voltar a escrever aqui.

Beijocas e inté!

17 de jun de 2014

Isto me faz tão bem!

Analisando este post, sob a ótica da falta total e irrestrita de assunto, rs! Cheguei a conclusão que o que me faz muitíssimo bem é estar aqui com vocês, mas bora combinar que a imagem dos rolinhos de crochê que fiz, também faz muito bem, né?

Beijocas e inté os próximos posts, mas inspiradores. Prometo!

20 de mai de 2014

O mais do mesmo

Hoje de manhã estava tentando crochetar na sala, mas meus dedos não estão ajudando muito. Parei e observei o sol entrando pela janela. Logo, me deu vontadinha de dividir com vocês às percepções da minha mini sala.





Atendi a minha vontadinha de forma despretenciosa. Fiz uns clicks ciente de que o tempo curto, não me permitiria florear o pavão. Afinal, o sol já estava me dando tchau.

Beijocas no coração de vocês.

11 de mai de 2014

Cabeceira zás-trás

Quem está por aqui há mais tempo sabe que uma dos propostas do blog é decorar com pouco. Tá certo que, ando numa vibe de crochê, mas venho com esse post me redimir de tal falha.

Quando mandei fazer meu armário Rodrigueano (bonitinhos, mas ordinário) tudo deu errado e o projeto inicial foi alterado a minha revelia. A parte de baixo da mesa do computador deveria ter um fundo que iria até o rodapé. Serviria para esconder os fios, mas sabe Deus porque o supervisor da loja trocou essa peça, pois disse que a anterior não funcionaria do jeito certo. Enfim, não paguei para ver, ficou do jeito que ele me indicou e isso não me incomoda. Só que a outra peça, coitadinha, ficou anos aqui em casa, a levei para o Lar de Férias e lá ela estava jogada no quartinho da bagunça, pegando poeira e umidade.

Na última faxina do quartinho da bagunça, marido tinha a posto na pilha de lixo. Resolvi que ela teria uma 2˚ chance e a resgatei desse trágico fim, para que ela brilhasse como cabeceira no quarto de hóspedes.



Bingo!!!!

Adorei e você?

3 de mai de 2014

Isto me faz tão bem!

Tem coisas bobas, que mesmo sem importância nenhuma para os outros, nos deixam nas nuvens. Não é verdade?

Fico nas nuvens quando depois da faxina, trago flores do jardim e blogo curtindo o aroma e a beleza delas.

E você? O que te faz tão bem?

23 de abr de 2014

Review

Andei pensando...


há pouquíssimo tempo, o máximo que sabia fazer de crochê eram as correntinhas.

Eu progredi um cadinho, né?


15 de abr de 2014

De novo: almofada de crochê redonda

Esse lance do tempo é igual a menino levado, vive me dando voltas. Digo isso, porque recebi a encomenda desta almofada redonda há um cadinho de tempo, mas cadê que conseguia parar para comprar a linha certa - que acabou no meio do caminho, fazer os devidos acabamentos, encher, enfim, finalizar e dizer: _Toma, que foi feita com carinho.




Claudia, perdoa pela demora?

Beijocas e inté a próxima. Dando um tempo com o crochê. Afinal, esse blog está ficando monotemático. rs!!!



6 de abr de 2014

Colcha de quadradinhos de crochê: PRONTA!!!

Há muito tempo posto minha colcha de quadradinhos de crochê aqui no blog. Ela chegou até a sair numa revista, mas o que eu não disse para vocês é que as imagens eram de uma colcha inacabada, de tamanho pequeno e com 0% de acabamento, ou seja, totalmente distante do padrão dessa que vos escreve.

Eis então, o momento esperado há muito, muito... tempo.


Demorei muito para mostra-la aqui, prontinha da Silva, pois diferente do que muitos pensam sou crocheteira em início de carreira. Então, tive que correr atrás de alguns tutorias para chegar ao ponto pipoca, que queria utilizar no seu barrado. Deu trabalho, mas saiu.


Este é o ponto pipoca. Posso afirmar que ficou mais lindo ao vivo que pela foto.


Confesso para vocês: adorei cada detalhe desse trabalho.


Aqui em casa todos já sabem que a colcha entra no meu testamento, como patrimônio da família. rs!!!



4 de fev de 2014

Tapete de crochê

É sei que estou em débito com vocês, mas precisava de férias e quando elas chegaram não pensei em mais nada... mas deu tempo de produzir algo e é a produção das férias que vim mostrar para vocês.

Um tapete de crochê redondo.


Esqueci o nome desse ponto, mas é superfácil de fazer.


Gostei tanto de fazer que quase peguei o tapete para mim, mas tenho que confessar: tenho pavor de tapetes. Eles não nasceram para o meu reino. Então, o tapete tem endereço certo: a casinha do Bejota, que por ser de plástico anda arranhando meu amado piso.
Pergunta se Bejota e o dono dele gostaram? Não, não gostaram. Sabe por quê? É rosa. rs!!!

Machistas esses rapazes.

Beijocas e inté!!!!

Pin It button on image hover